RMAL PARTICIPA DE WORKSHOP EM JUAZEIRO DO NORTE/CE

Alcilene Vieira

workshop juazeiro

Nesta quarta-feira (27), Representantes da Rede Metrológica de Alagoas e empresários alagoanos da indústria de panelas metálicas participam do Workshop “Discutindo a Portaria 419”, a qual refere-se a certificação compulsória de panelas metálicas, no Senai em Juazeiro do Norte – CE.

A proposta do evento é orientar empresários e consultores acerca da Portaria 419/2012, que define os principais requisitos e etapas de avaliação e certificação para as panelas metálicas. E para tal, terão como palestrantes:  Aline Guimarães da Abrace e Rogério Nascimento da Global LAB.

Para o consultor da Rmal, Raynilson Colen, “participar de um evento como este é muito importante em diversos aspectos, como por exemplo: tirar dúvidas em relação ao processo de certificação, além do networking com empresários que já tiveram suas empresas certificadas ou  estão em processo de certificação, e ainda, com os representantes  dos laboratórios acreditados pelo Inmetro, aptos para realizar os ensaios e testes necessários. Vale pontuar também  o contato com instituições como FIEA, SINDMEC, Senai e Sebrae, importantes parceiros para subsídios que as empresas podem ter no processo de certificação.

Essa missão técnica, entre representantes da Rmal e empresários alagoanos, teve apoio do Sindicato das Indústrias de Metalúrgicas e Mecânicas e de Material elétrico do Estado de Alagoas – Sindimec.

Por que certificar panelas metálicas?

Segundo as estatísticas, muitos dos acidentes domésticos registrados na atualidade ocorrem nas cozinhas, especialmente durante o preparo de algum alimento. Por conta disso, é essencial que apenas adultos tenham acesso aos utensílios de cozinha, o que inclui as panelas, formas, frigideiras, fritadeiras, entre outros. Além disso, é preciso que todos esses itens sejam seguros para o manuseio e para o preparo dos alimentos.

Pensando nesse tipo de necessidades, o Inmetro publicou a Portaria 419 / 2012, que determina o respectivo programa de certificação compulsória para panelas metálicas e itens similares. O objetivo da publicação é que os itens discriminados, sejam eles de produção nacional ou importados, tenham suas propriedades avaliadas pelos Organismos de Certificação de Produtos (OCPs) acreditados pelo Inmetro, como é o caso da Brics. Assim, as panelas devem ser submetidas aos testes laboratoriais que determinarão se atingem ou não os requisitos predefinidos de segurança e desempenho.

fonte: www.brics-ocp.com.br